1 e 2 de Setembro o ambiente vai ser de "cortar à faca"

Posted by admin 17/08/2018 1 Comment(s)

Feira Internacional de Cutelaria Artesanal

 

Dias 1 e 2 de Setembro, nas Caldas da Rainha, o ambiente volta a ser de “cortar à faca”… a cidade acolhe a Feira Internacional de Cutelaria e reúne expositores de cinco países.

 

Trinta e cinco expositores, oriundos de cinco países (Portugal, Espanha, França, Rússia e Brasil), vão estar presentes na segunda edição da Feira Internacional de Cutelaria Artesanal, que vai decorrer no Centro Cultural e de Congressos das Caldas da Rainha, de 1 a 2 de Setembro, com entradas gratuitas

 

Entre as várias presenças, de cuteleiros e empresas ligadas à cutelaria, destaque ainda para a parceria com o Canal História que vai estar a promover a sua nova série, Faca ou Morte, um spin off de Forjado no Fogo, com várias atividades durante o evento, incluindo o sorteio de um workshop de cutelaria. Depois da Feira as surpresas desta parceria continuam, entre elas, uma peça de recriação história, a famosa falcata de Viriato que terá ajudado no combate ao avanço das tropas romanas no nosso país. Fique atento.

 

A realização desta mostra, única em Portugal, é da responsabilidade do Lombo do Ferreiro, uma oficinal de cutelaria artesanal de Relvas, na freguesia de Santa Catarina, onde existe uma longa tradição desta arte.

 

A Cutelaria tem diversas facetas na região, incluindo uma forte indústria na região que dá emprego a centenas de pessoas e que tem vindo a levar os saberes do país para o estrangeiro, com reconhecimento internacional.

“Há aqui um nicho de mercado que é muito importante ser explorado pelas Caldas da Rainha”, referiu Filipa Norte, da Lombo do Ferreiro, na conferência de imprensa de apresentação da feira.

 

A organização fez questão de sublinhar que é essencial a participação dos artesãos portugueses, e em especial, da região, para mostrarem o trabalho que se faz em Portugal. Filipa Norte destacou ainda o grande incentivo que receberam por parte da Câmara Municipal das Caldas da Rainha quando apresentaram a ideia de realizar a feira. Segundo a responsável, já há participantes que estão a aproveitar para virem à região participar na feira e trazer a sua família, para fazer turismo. “Temos tido um bom ‘feedback’ por parte das unidades hoteleiras das Caldas”, disse.

 

O vice-presidente da Câmara das Caldas, Hugo Oliveira, elogiou o Lombo do Ferreiro pelo trabalho que tem tido na divulgação “de um dos activos do concelho, que é a cutelaria”. Salientamos que este ano foi criada a marca Cutelarias da Benedita e Santa Catarina, com o objectivo de reforçar a competitividade e a confiança de um setor de grande tradição nestes dois concelhos, com o apoio dos municipios de Caldas da Rainha e Alcobaça e da AIRO Associação Empresarial da Região Oeste. Esta feira tem uma importância muito grande, pela sua ligação à cutelaria artesanal e por também chamar a si a componente industrial, com os convites às fábricas de Santa Catarina e Benedita”, acrescentou Hugo Oliveira. O autarca acredita que a feira irá servir para potenciar ainda mais o crescimento da cutelaria artesanal na região e no país.

 

Peças únicas à venda

 

Durante os dois dias do evento o público terá a oportunidade de apreciar peças únicas de cutelaria de produção nacional e internacional, contactar directamente com os seus produtores, participar em ateliers “Monta a tua própria navalha” e assistir à demonstração do processo de afiar uma lâmina.

Vai-se realizar também um sorteio de peças de cutelaria entre o público visitante.

Em relação aos ateliers, serão vendidos pequenos “kits” com o qual será possível a qualquer pessoa montar a sua própria navalha em 20 minutos, com apoio de um artesão. Algo que até pode ser feito em conjunto com pais e filhos.

 

Embora seja uma feira profissional, o evento irá despertar o interesse do público em geral, que assim poderá apreciar peças artísticas de rara beleza e com vários desígnios.

É também uma forma de aproximar a população da região a uma longa tradição, que tem tido grandes desenvolvimentos nos últimos anos, aliando a História ao Design.

 

A escolha do CCC para a realização deste evento deve-se também a essa importância cultural, económica e turística, que a cutelaria artesanal traz para a região e para o país. Como espaço cultural de excelência da região, o CCC potencia grandemente esta feira, pelo seu próprio público e pela centralidade que assume.

 

O evento tem já o seu próprio site que está constantemente a ser actualizado (http://feira-cutelaria.pt/).

 

Programa:

- Sábado - 1 de Setembro

09.30h - Abertura ao Público

10.00h às 19.00h - Atelier de Cutelaria - Várias Actividades

15.00h às 18.00h - Atelier de Cutelaria - Montagem de Canivetes

16.00h -  Sessão de Esclarecimento Lei das Armas “Brancas” pela PSP

20.00h – Encerramento

 

- Domingo - 2 de Setembro

09.30h - Abertura ao Público

09.30h às 13.30h - Atelier de Cutelaria - Várias Actividades

15.00h -  Sessão de Esclarecimento Armas Brancas pela Associação de Colecionadores

17.00h - Sorteio de Peças de Cutelaria entre os visitantes

18.00h - Encerramento do Evento

 

1 Comment(s)

Santos:
21/08/2018, 02:36:46 PM
Reply

Obrigado por voltarem a ter esta iniciativa. Tudo o que seja feito para divulgar e educar as pessoas sobre estas ferramentas é importante e deve ser apoiado. Penso que seria importante fazer uma maior divulgação, através até, se possível, de outros meios de comunicação. Também seria útil ter no site do evento uma descrição mais completa e detalhada dos vários ateliers e de quem vão ser os orientadores. Obrigado e muito sucesso!

Leave a Comment